Geopark Uberaba- Terra de Gigantes
O Geopark Uberaba– Terra de Gigantes, integra sítios e geossítios dispersos pela cidade que retratam as riquezas geológicas, a herança histórica e a cultural local. No patrimônio geológico, o destaque é a singularidade dos registros paleontológicos de nossa região, representado notadamente pelos Dinossauros que são reconhecidos pelo mundo. Nos sítios históricos e culturais, apoiamos na relevância do gado Zebu que não é só econômica, mas também cultural. Ainda há as representações sustentadas pelo terceiro pilar que é a força e significância da religiosidade em Uberaba, que teve sua expressão máxima no ícone Chico Xavier, o maior brasileiro de todos os tempos, eleito em um programa de televisão exibido em rede nacional e inspirado no programa britânico 100 Greatest Britons da emissora BBC, colaboradora da edição brasileira. O reconhecimento como um Geopark potencializará uma maior valorização e promoção destes patrimônios. A Global Geoparks Network  –…

Primeiro sítio do Geoparque Uberaba é inaugurado no Parque Fernando Costa

Primeiro sítio do Geoparque Uberaba é inaugurado no Parque Fernando Costa

No último sábado, 28, no Parque Fernando Costa foi inaugurado o primeiro sítio do Geoparque Uberaba, projeto que que pretende desenvolver o turismo de Uberaba, por meio de um roteiro turístico que ressalta três potencialidades da cidade: a pecuária zebuína, a religiosidade e a paleontologia. Estiveram presentes na inauguração a reitora da UFTM, Ana Lúcia de Assis Simões, o presidente da ABCZ Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, o prefeito de Uberaba, Paulo Piau, e a secretária adjunta de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Uberaba, Anne Roy Nóbrega. O projeto é uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Uberaba, a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu – ABCZ, Universidade Federal do Triângulo Mineiro – UFTM, Universidade de Uberaba e outras instituições parceiras. O objetivo do projeto é obter a candidatura enquanto Geoparque Mundial da UNESCO, a fim de se tornar Patrimônio Natural da Humanidade em 2019.

De acordo com o idealizador do projeto, o geólogo e conselheiro da ABCZ, Luiz Carlos Ribeiro, o geossítio da ABCZ foi o primeiro a ser inaugurado, porque é o que está mais qualificado para atender aos critérios estabelecidos pela Unesco. O Sítio ABCZ é composto por três espaços: Museu do Zebu, local que guarda a memória e a história da pecuária zebuína no Brasil; Museu a Céu Aberto, composto pelo patrimônio histórico e artístico do Parque, onde é possível conhecer aspectos da arquitetura, paisagismo e pessoas que marcaram a história de Uberaba; e Sede Nacional da ABCZ, maior instituição de pecuária do mundo com cerca de 20 mil associados de todos os estados da Federação e de diversos países. Durante a inauguração o Prefeito Paulo Piau agradeceu todos os envolvidos e destacou a importância do projeto para o desenvolvimento da cidade. “Estamos todos trabalhando numa ideia brilhante e que dará muitos resultados, com certeza.

 O turismo é a nova indústria, pois toda cidade quer receber turista. Assim, temos que preparar nossa infraestrutura, criar atratividades. E quando colocamos o Geoparque Uberaba, com cinco geosítios que vão ser estabelecidos, vamos convencer a UNESCO que nós podemos ser um dos 140 Geoparques do mundo e isso coloca Uberaba e toda a nossa região em um patamar diferenciado do turismo no mundo”, destacou. Luiz Carlos Borges Ribeiro, idealizador do projeto Geoparque Uberaba, relembrou que o protocolo de intenções foi assinado e o projeto apresentado durante a Expozebu de 2017. “Trabalhamos. Hoje somos mais de 40 profissionais envolvidos diretamente, tentando estruturar as diretrizes que vão nos possibilitar chegar à chancela da Unesco. Esse projeto nasceu há oito anos atrás e tem mais de 6 publicações internacionais e é uma honra esse grupo de dezenas de mãos traduzir esse sonho em realidade”, destaca Luiz Carlos. A reitora da UFTM, Ana Lúcia de Assis Simões, destacou o papel da Universidade de trabalhar para que o Geoparque de Uberaba possa contribuir para o sentimento de pertencimento da comunidade com os espaços do projeto, citando o exemplo de Peirópolis. “A comunidade de lá realmente se apropria daquele espaço, e é um esforço gigante para que tornemos aquele espaço mais conhecido, cada vez mais visitado e que o esforço para concretizar o sonho do Geoparque deve ser intensificado, com o Sítio de Peirópolis como um componente desse Geoparque”, relata Ana Lúcia. A reitora da UFTM ainda aproveitou a oportunidade para anunciar o compromisso de Peirópolis como segundo sítio a ser lançado dentro do Geoparque Uberaba. Projeto Geoparque Uberaba - Os Geoparques Mundiais da UNESCO são áreas geográficas unificadas, onde sítios e paisagens de relevância geológica internacional são administrados com base em um conceito holístico de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. Sua abordagem combina a conservação com desenvolvimento sustentável e que, ao mesmo tempo, envolve as comunidades locais. Atualmente, existem 140 Geoparques Mundiais da UNESCO em 38 países. O projeto Geoparque Uberaba envolve a criação e desenvolvimento de dois Geossítios (Peirópolis e Santa Rita) e três Sítios Histórico-Culturais (ABCZ, Memorial Chico Xavier e Fazenda Cassu). Eles irão compor circuitos turísticos para promover as vocações da cidade. A estruturação de cada espaço irá englobar o desenvolvimento do ponto turístico e do seu entorno, de forma a incentivar a criação de iniciativas que visam atender às necessidades dos turistas. Cada Geossítio trará informações quanto aos demais sítios, criando uma rede estruturada onde o turista consegue se localizar e percorrer todas as potencialidades que o município tem a oferecer. Fonte: Prefeitura Municipal de Uberaba e ABCZ Fotos: André Santos PMU